Infraestrutura física, virtual, ou em cloud?

A infraestrutura no ambiente de TI, é composta  por ‘hardware’, que são basicamente os componentes físicos e ‘software’ que são os sistemas operantes na empresa. Além desses, tem a rede que fornece a conexão entre os dispositivos locais e acesso à ‘Internet’.

A saúde dessa infraestrutura é de extrema importância para o funcionamento da equipe de tecnologia e do desempenho na totalidade. Ela pode ser física, virtual ou em 'cloud', esta com alto índice de busca pelas corporações, embora muitos ainda não a conheçam, porém, é notório as vantagens da virtualização em servidores.

Por isso preparamos este artigo para que você possa entender como funciona cada uma delas e te ajudar a definir qual seria o modelo que melhor atende sua empresa, visando a economia, praticidade e segurança. Veja abaixo.

 

  Infraestrutura física

Nesta infraestrutura geralmente a empresa contrata uma consultoria externa para fazer a instalação física de componentes e também de servidores, os quais possuem recursos de armazenamento e desempenho.

Um domínio ‘Ad Controller’ é utilizado para controlar e criar usuários e o que eles acessam, para  fazer alterações de permissões, acessar o banco de dados, controlar impressão, instalar ‘chat,’ gerenciamento de espaço, entre outras demandas dentro de uma organização.

Neste modelo a empresa geralmente tem maior domínio, uma vez que os funcionários e equipamentos pertencem à mesma. Entretanto, é um procedimento caro, por exemplo, se a empresa possui trinta máquinas, ela vai investir em ar condicionado, energia, peças de reposição, acompanhamento da vida útil, entre outros gastos para manutenção das mesmas.

Além de tudo, esse é um procedimento que não apresenta muita segurança, pois alguns contratempos podem ocorrer, como a perca definitiva de dados no caso de uma pane elétrica que venha ocasionar queima do servidor.

 

  Infraestrutura virtual

Nesta infraestrutura a empresa vai contratar uma consultoria externa para instalar um ‘software’ que simula máquinas físicas no ambiente virtual, essa virtualização pode ser feita por sistemas, como:

  • Hyper-V
  • VMWare

Os mesmos fazem o gerenciamento da camada de virtualização, o que inclui: espaço em disco, memória, CPU, disco, etc.Logo, caso o gestor de T.I prefira um simulador capaz de rodar em várias máquinas, há opção do ‘Hypervisor’ que funciona como um cânion para virtualização de uma máquina que interage com outras máquinas.

Na virtual, os gastos são menores em todo o ambiente, o ‘backup’ é mais gerenciável se comparado ao modelo anterior, sendo assim, é necessário apenas um ‘software’ e uma boa configuração entre os componentes da rede.

Além disso, por se tratar de um Sistema centralizado, o gerenciamento fica muito mais fácil para a equipe de TI.

 

  Infraestrutura cloud

A infraestrutura na nuvem ou ‘cloud computing’ é uma tendência de suporte que muitas organizações têm buscado devido à facilidade de entrega, custo benefício e segurança.

Nesta, os serviços de TI são fornecidos por demanda, portanto a empresa terá maior controle sobre os gastos, não vai precisar investir em máquina, ‘hardware’, vai depender apenas  de um acesso à Internet de qualidade, um provedor de cloud, ex.: AWS e no caso, fazer a manutenção do ‘software’ a ser hospedado nas instâncias. Na cloud, existem algumas diferenciações na hora de contratar recursos, sendo eles:

'Bare Metal': Servidor físico dedicado no Data Center do provedor de 'Cloud', onde você tem total controle sobre o hardware e de uso exclusivo para o seu negócio.

Instâncias: São “Máquinas Virtuais” dentro de um' hypervisor',o qual pode ser de uso com, ou seja, outros clientes podem estar utilizando esse mesmo 'hypervisor' para criação de instâncias virtuais.

Em todos os casos, a atribuição é compartilhada, onde o cliente é responsável pelo Sistema operacional e dados dentro de cada servidor, e o provedor na cloud é encarregado por garantir a disponibilidade do ambiente que hospeda todos esses recursos.

Esse processo também facilita bastante para as pequenas e médias empresas, pois fornece acesso aos recursos para toda a equipe em poucos minutos, além de oferecerem ferramentas de fácil administração de todos os componentes, como por exemplo: firewall, proteção de dados, uma gama de sistemas operacionais disponíveis para 'deploy', armazenamento e ‘backup’ de dados em diferentes tipos de disco, e dessa forma tornando o processo ágil e seguro.

 

  E como escolher a melhor infraestrutura para sua empresa?

Algumas organizações ainda utilizam a infraestrutura física e optaram por não fazer a migração para virtual ou cloud. Contudo, se você busca processos simples, segurança, acessibilidade e maior desempenho, há possibilidade de migrar qualquer estrutura para um servidor em nuvem.

Por ser uma tecnologia recente, muitos se perguntam se armazenamento em nuvem atende empresas de qualquer porte, a resposta para este caso é sim, pois a infraestrutura impacta diretamente na performance da equipe de T.I e pode influenciar o desenvolvimento de outras áreas também, além de oferecer baixo custo de aquisição e manutenção. Aproveite esse assunto e verifique aqui como as empresas especializadas em fornecimento de tecnologia atua nos padrões de fornecimento e os modelos de ‘backup’ e armazenamento na nuvem.