Como reduzir os riscos de ataque cibernético em sua empresa

Alguns ataques cibernéticos acontecem porque bots (softwares que imitam robôs) estudam as ações humanas na Internet. Em seguida, eles navegam até encontrarem um computador ou rede com proteção inferior, então, ficam hospedados aguardando a próxima brecha para agirem.

Para te ajudar a entender melhor como acontece um ciberataque, vamos falar de algumas ferramentas de proteção indispensáveis e como elas funcionam. Continue lendo o artigo.

Antivírus

O antivírus protege, previne e detecta vírus no sistema. Para o funcionamento eficaz do programa instalado, é necessário manter o software sempre atualizado.

O antivírus é uma ótima ferramenta para identificar invasores conhecidos, como ransomwares e outros tipos de malwares. Entretanto, nem sempre impedem o ataque de bot. Portanto, para restringir os acessos externos, o ideal é que haja um firewall configurado na rede, criando-se uma barreira entre a rede interna e externa.

Firewall

Basicamente há dois tipos de firewall:

  • de dispositivo (hardware conectado entre a internet e o switch ou roteador, responsável pela distribuição de conexão);
  • de cliente (software de controle de tráfego no próprio computador).

O firewall é um dispositivo físico ou virtual utilizado para gerenciar regras de acesso e aplicar políticas de segurança a um ponto de distribuição de rede. Ele é de extrema importância para empresas de qualquer tamanho, pois controla todas as conexões de entrada e saída dentro de sua rede.

Fileserver

É um servidor que detém todos os arquivos da empresa. Ele também faz a distribuição de dados para outros dispositivos quando a mesma rede é acessada. Um fileserver sem as políticas de segurança bem aplicadas, pode aumentar significativamente o risco de um ataque ransomware, que se propaga entre os compartilhamentos facilmente e criptografa os arquivos que encontrar.

Os pontos citados abaixo são de extrema importância para reduzir esses riscos:

  • integrar o fileserver com serviço de autenticação, como o Active Directory;
  • atribuir permissões especiais para que o usuário tenha acesso somente ao que ele precisa (sem privilégios de administrador);
  • usuário de rede sem privilégios administrativos em seu PC;
  • antivírus instalado e atualizado;
  • política de backup bem estruturada que também possibilite a restauração granular.

O serviço de fileserver em nuvem como o da Azure, é outra opção mais otimizada, que permite maior gerenciamento e controle de acesso. Neste, os dados são armazenados em uma nuvem e os usuários podem conectar à rede em qualquer local que estiverem e com garantia de segurança.

Active Directory

É um serviço de diretório da Microsoft para gerenciamento centralizado de domínio, compartilhamento de dados e interações entre usuários e estações de trabalho. Apresenta melhor administração, visto que os acessos são centralizados e há maior disponibilidade de recursos.

Neste, as políticas de segurança e gerenciamento de funcionários podem ser definidas de formas diferentes, de acordo com nível hierárquico de cada usuário, não sendo necessário aplicar as mesmas regras para todos. No Active Directory é possível montar uma rede bem estruturada, com gerenciamentos de acessos simplificados e maior segurança das informações.

Ferramenta de backup

Ter uma solução de backup em nuvem é essencial para garantir a recuperação de dados em caso de perda do equipamento por pane ou ataque cibernético.

Se a rede for infectada por ransomware, é possível ter acesso aos dados sem precisar negociar pagamento de resgate. Logo, o trabalho é direcionado somente para restauração e formatação dos dispositivos infectados.

O ideal é que os backups sejam realizados conforme a criticidade dos dados, ou cada vez que eles forem atualizados ou modificados na rede. Se você deseja saber mais informações sobre incrementação de backup, armazenamento e gerenciamento em nuvem, acompanhe clicando aqui.

Ataques cibernéticos e políticas de segurança

Os ataques por agentes externos podem acontecer mesmo que a empresa possua um bom software de antivírus. Embora ele seja essencial, vimos que outras ferramentas em conjunto fortalecem a barreira de segurança contra invasores.

As políticas de segurança da empresa bem configuradas, os usuários orientados a como se portarem na web, e um sistema de backup em nuvem, contribuem eficientemente para manter a saúde e bom funcionamento do ambiente de TI.

Se você gostou deste artigo, não deixe de acompanhar as novidades do blog e compartilhe com os seus contatos no LinkedIn!